Além de bom expositor bíblico, é necessário se relacionar bem com a igreja.

Por James Carter

Por mais competente que os pastores sejam no tocante à exposição bíblica, à compreensão dos princípios de crescimento de igreja e às complexidades da organização eclesiástica, não conseguem ministrar de forma adequada sem ter um bom relacionamento com os membros da igreja. Essa relação determina se pastor e igreja veem um ao outro como amigos ou inimigos. Muitos problemas internos das igrejas são resolvidos com base a afeição e na confiança dos membros em relação ao pastor, e não nas questões em si.

O bom relacionamento entre o pastor e os membros é algo que precisa ser cultivado no transcurso normal do ministério. Os pastores desenvolvem relacionamentos duradouros enquanto sepultam os mortos, visitam os enfermos, consolam famílias, realizam casamentos e participam da vida das pessoas de um modo geral.

Conhecer um ao outro pessoalmente e compartilhar experiências de vida ajuda a construir um relacionamento ministerial sólido entre o pastor e os membros da igreja. Por meio do cuidado compassivo e da preocupação sincera, o pastor mostra às pessoas que elas são importantes.

Bibliografia

CARTER, James. Ética ministerial. Um guia para a formação moral de líderes cristãos. São Paulo: Editora Vida Nova

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *