Pierre Viret e sua forma de pregar

Pierre Viret e sua forma de pregar

Por Jean-Marc Berthold

Adaptado por Michel Augusto

 A Reforma foi o evento da Palavra e como consequência do apetite divino do fim da Idade Média e outros fatores, o púlpito voltou a pulsar com muita veemência em ambientes distintos da Europa. Nesse contexto, homens como Lutero, Zwínglio e Calvino são mais lembrados na relação Palavra e púlpito, cada um com características distintas no tocante à forma de comunicar. Viret, o gigante esquecido da Reforma, conforme destaca Berthold, tem traços de um pregador que conseguiu unir características positivas dos principais reformadores, ou seja,  trabalhou  conteúdo e homilética. Eis o desafio para os dias atuais: ser um arauto não enfadonho; unir conteúdo e forma. Viret tinha as seguintes características de um pregador completo. Vejamos:

(mais…)