01 jul '17

Seis boas práticas para pregar a uma cultura e alcançá-la

Por Timothy Keller.

O centro é o Evangelho e ele nos leva ao equilíbrio. “Não podemos contextualizar demais, pois senão a pregação não transformará ninguém. Por outro lado, se faltar contextualização, ninguém estará disposto a ouvir. Sendo assim, segue seis boas práticas para pregar a uma cultura e alcançá-la:

1. Use um vocabulário acessível ou bem explicado;

2. Recorra a autoridades respeitadas para reforçar suas teses;

3. Demonstre compreensão a respeitosas dúvidas e objeções;

4. Confirme, a fim de desafiar as narrativas culturais básicas;

5. Faça proposições baseadas no evangelho que atinjam os pontos de pressão da cultura;

6. Chame para uma motivação no Evangelho. Ninguém pode apresentar uma formulação da verdade bíblica que esteja livre de influência cultural.

Devemos nos identificar com a cultura, sem, porém, deixar de confrontá-la. Significa antagonizar os ídolos da sociedade e, ao mesmo tempo, demonstrar respeito pelas pessoas e por muitas de suas esperanças e aspirações.

Nota Bibliográfica

KELLER, Timothy. Pregação. São Paulo: Editora Vida Nova, 2017, p. 124

Comente 

Mais comentadas

To use reCAPTCHA you must get an API key from https://www.google.com/recaptcha/admin/create